Os cartões SD poderão se tornar mais úteis para transferir arquivos pesados graças a uma decisão da SD Association. A entidade responsável por padronizar cartões de memória criou uma especificação que aumenta a capacidade de armazenamento e a taxa de transferência.

Com os cartões da nova categoria UC (Ultra Capacity), o armazenamento máximo passa de 2 TB para 128 TB. Além disso, os modelos SD Express terão taxas de transferência de até 985 MB/s. Atualmente, o limite é de 624 MB/s.

Essa opção será baseada nos cartões com barramento UHS-II e UHS-III, que até então tinham as taxas mais altas, e terá compatibilidade com os leitores que suportam esses dois formatos. Ela se comunicará pelos padrões PCI Express 3.0 e NVMe 1.3.

Os cartões com as maiores velocidades serão compatíveis com modelos XC (Extended Capacity, de 2 TB) e HC (High Capacity, de 32 GB).

O presidente da SD Association, Hiroyuki Sakamoto, vende o SD Express como uma solução que oferece “um nível totalmente novo de cartão de memória com protocolos mais rápidos, transformando cartões em um SSD removível”.

Apesar da novidade, as fabricantes deverão levar bastante tempo para começarem a vender os novos cartões. Os modelos de 2 TB, por exemplo, foram padronizados em 2009, mas até hoje não chegaram às lojas.

O preço também não deverá ser convidativo. Hoje, um cartão SD com 512 GB de armazenamento e taxa de transferência de até 95 MB/s custa nada menos que R$ 2.900. Portanto, até o SD Express de 128 TB se popularizar, é melhor se acostumar com alternativas mais acessíveis.

Com informações: SD Association, CNET.

1 Visitas hoje!
23 Total de visitas!

Responder

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui