Após um período de negociações que durou três semanas, Tite e CBF entraram num acordo, e o técnico aceitou continuar no comando da Seleção Brasileira. Pelo novo contrato, Tite treinará o Brasil até o fim da Copa do Mundo de 2022, no Qatar.

Desde a eliminação do Brasil na Copa da Rússia, CBF e o treinador vinham discutindo uma renovação. Apesar da queda nas quartas-de-final, o futuro presidente da entidade, Rogério Caboclo,e a diretoria avaliaram o trabalho como positivo –a alta popularidade de Tite e o consenso da opinião pública de que ele deveria continuar também pesaram a favor dele. Tite também mostrou vontade de permanecer desde o início das negociações.

No entanto, o treinador não deverá ter toda a liberdade que teve para trabalhar como tinha nos úitimos dois anos. As avaliações e cobranças da CBF deverão ser mais constantes.

O primeiro grande desafio será a Copa América do ano que vem. Disputada em casa, o Brasil terá a pressão de vencer o torneio, sobretudo porque nas últimas edições a Seleção tem colecionado fracassos seguidos com eleiminações precoces.O trabalho de Tite no novo ciclo, no entanto, começa imediatamente. Em agosto ele já fará a primeira convocação, pois o Brasil enfrentará os EUA em setembro, em território americano.

Nos primeiros dois anos sob o comando de Tite o Brasil acumula 20 vitórias, dois empates e duas derrotas.

Fonte: O Destak
1 Visitas hoje!
7 Total de visitas!

Responder

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui