Após seis meses de investigações, agentes do Grupo Anti roubos a Bancos (GAB), da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), prenderam setes suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em arrombar caixas eletrônicos. De acordo com as investigações, o grupo, que usava equipamentos de alta tecnologia, valor e precisão, praticou, só este ano em Goiânia, 16 delitos.

O chefe da associação criminosa, segundo o delegado Alex Vasconcelos, titular do GAB da Deic, é Valdomiro Teodoro de Oliveira Filho, de 54 anos, mais conhecido como “véio”. Além dele, foram presos Amaro de Oliveira de Assis, de 33 anos, que é Vigilante Penitenciário Temporário, Wellington Mendes Marinho, de 28 anos, Wellington Gomes Fernandes, de 24 anos, Thiago Santana da Silva, de 21 anos, Sheila Pereira da Silva, de 23 anos, e Jervan Santos de Jesus, de 24 anos, que estava foragido da Justiça da Bahia.

Após seis meses de investigações, agentes do Grupo Anti roubos a Bancos (GAB), da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), prenderam setes suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em arrombar caixas eletrônicos. De acordo com as investigações, o grupo, que usava equipamentos de alta tecnologia, valor e precisão, praticou, só este ano em Goiânia, 16 delitos.

O chefe da associação criminosa, segundo o delegado Alex Vasconcelos, titular do GAB da Deic, é Valdomiro Teodoro de Oliveira Filho, de 54 anos, mais conhecido como “véio”. Além dele, foram presos Amaro de Oliveira de Assis, de 33 anos, que é Vigilante Penitenciário Temporário, Wellington Mendes Marinho, de 28 anos, Wellington Gomes Fernandes, de 24 anos, Thiago Santana da Silva, de 21 anos, Sheila Pereira da Silva, de 23 anos, e Jervan Santos de Jesus, de 24 anos, que estava foragido da Justiça da Bahia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comantário
Por favor, digite seu nome: