A autoestrada 132, que liga a cidade de Pahoa e o Parque Alahanui, no Havaí, está interditada pela lava vulcânica do Kilauea, que fica na principal ilha do arquipélago. Imagens registradas pelo morador Shane Turpin na manhã deste domingo, 6, relevam a proximidade das casas.

Cerca de dez mil pessoas vivem próximo ao vulcão que entrou em erupção no Havaí nesta quinta-feira, 3, e podem ser obrigados a deixarem suas casas, caso a lava se espalhe. Até o momento 1.700 moradores já foram retiradas da região. Para o restante da população, a saída foi recomendada, mas é voluntária.

O vulcão Kilauea fica na principal ilha do arquipélago que forma o Estado americano. Ele entrou em erupção após uma série de pequenos terremotos atingirem a região nos últimos dias, sendo o principal deles um de magnitude 5.0 que ocorreu na própria quinta.

“Uma coluna de fumaça de curta duração produzida por este evento se elevou ao céu e está se dissipando para o sudoeste”, disse o Serviço Geológico dos EUA. Segundo a Defesa Civil, a lava se espalhou por dez quilômetros, em direção a uma região habitada da ilha. Por isso, os moradores de duas comunidades próximas foram retirados e o restante está em alerta.

Foram abertos dois centros para receberem a população e o governador David Ige declarou estado de emergência, acionando a Guarda Nacional do Havaí. “Por favor, fiquem alertas e se preparem para manter sua família a salvo”, disse ele em mensagem para a população.

Testemunhas afirmaram que viram colunas de lavas de até 38 metros de altura e descreveram árvores sendo queimadas. Até o momento não há relatos de mortos ou feridos. O Serviço Geológico disse que não há previsão de quanto tempo a erupção pode durar e, por isso, colocou toda a região em alerta máximo.

1 Visitas hoje!
10 Total de visitas!
COMPARTILHAR

Responder

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui