O grupo hacker fail0verflow, mesmo que conseguiu instalar Linux no Nintendo Siwtch, encontrou uma forma de hackear o aparelho, permitindo a instalação de softwares personalizados.

Isso significa que eles estão mais perto de conseguir efetivamente desbloquear o aparelho, abrindo as portas para que ele rode jogos piratas.

O caminho usado por eles é modificar o hardware e não o software do console, mexendo diretamente no seu processador NVidia Tegra X1. Desta forma, se o desbloqueio for atingido, a Nintendo não poderá corrigir a exploração através da atualização de softwares.

Segundo o grupo, porém, o objetivo não é desbloquear o aparelho e sim alertar a Nintendo sobre as falhas de segurança que podem ser aproveitadas por piratas.

1 Visitas hoje!
1 Total de visitas!
COMPARTILHAR

Responder

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui