O governo do presidente Michel Temer resolveu cancelar o reajuste do Bolsa Família que seria aplicado em julho deste ano. Por conta da crise econômica, o Ministério do Desenvolvimento Social, responsável pela pasta, informou que o aumento de 4,6% não seria concedido como já havia sido planejado.

Temer e o ministro do Desenvolvimento, Osmar Terra, se reuniram na noite de quinta-feira (29) para debater sobre o reajuste e ficou definido que o aumento será adiado, sem data para que seja revisto. A Caixa Econômica Federal já foi informada que o valor continuará o mesmo e que não haverá mudanças nos pagamentos.

Em maio deste ano o Governo Federal planejava oficializar o aumento do Bolsa Família em julho, contudo, foi percebida dificuldade na arrecadação e as receitas ficaram abaixo do imaginado. Para evitar que a meta fiscal não seja descumprida este ano, Temer resolveu controlar os gastos.

1 Visitas hoje!
2 Total de visitas!

Responder

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui